Páginas

CTB repudia truculência do Governo de Yeda

Postado por Soninha | | Posted On quinta-feira, 16 de julho de 2009 at 17:25

N O T A D A C T B - R S

A direção da CTB-RS manifesta sua repulsa pela postura autoritária e truculenta do Governo do Estado que, na manhã de hoje (16 de julho), mais uma vez se utilizou de seu braço armado para tentar criminalizar o movimento social gaúcho.

A ação da Brigada Militar que prendeu os manifestantes que, numa via pública, protestavam ordeira e pacificamente, já no momento em que se retiravam e, enfileirados entravam no ônibus em afastamento do local, demonstra a covardia do Governo do Estado, por meio do Comando Militar.

A CTB-RS repudia a coerção pela força a qualquer movimento que ouse contrariar o governo estadual, ao mesmo tempo que manifesta-se pela democracia e o respeito aos direitos humanos. Chega de violência!

Os trabalhadores e povo gaúcho desejam mais investimentos na educação, saúde, segurança e esclarecimento sobre as denúncias que estão sendo feitas contra várias pastas do governo estadual. A CPI da Corrupção é um início para os esclarecimentos que faltam ao povo gaúcho.

Direção Estadual da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil

Gripe A: aumenta para 07 mortes no RS

Postado por Soninha | | Posted On at 16:38

Dois dos três casos de mortes com suspeitas de gripe A em Passo Fundo foram confirmados nesta tarde pelo secretário de Saúde do município, Alberi Grando. Com isso, o Estado contabiliza sete óbitos pela doença. No Brasil, são 11 vítimas. Às 17h, Osmar Terra, secretário de Saúde do Estado, dará uma entrevista coletiva.

No país, já são 11 mortes por causa da doença, sete no Rio Grande do Sul. Nesta quinta-feira foram confirmadas duas mortes em Santa Maria, uma em Uruguaiana, uma em Osasco (SP) e uma no Rio de Janeiro.

E não é para se alarmar???


ATUALIZANDO - Gripe A - 03 mortes no RS

Postado por Soninha | | Posted On at 11:00

O Secretário de Saúde do RS, Osmar Terra, continua dizendo que ninguém precisa se preocupar com o avanço da Gripe A no Rio Grande do Sul (lembram o que ele dizia sobre a Febre Amarela?). Já são mais de 135 casos no Estado e, das 05 mortes ocorridas no país, 03 foram no RS.

Dessa vez foi um caminhoneiro que morreu na madrugada desta quinta-feira, na Santa Casa de Uruguaiana (RS), em consequência da nova gripe.

O bicho está pegando!

Postado por Soninha | | Posted On at 10:14

Centenas de manifestantes se concentram na manhã desta quinta-feira em frente à casa da governadora Yeda Crusius, na Rua Araruama, no bairro Vila Jardim, em Porto Alegre. O protesto, organizado pelo Cpers, é pelo impeachment da governante. Como símbolo do ato, colocaram uma miniatura de uma escola feita de lata no local.

Leia mais. Clica aqui.
Manifestação do CPERS em frente a casa da governadora Yeda na manhã de hoje.

Assédio moral: quem cala, consente!

Postado por Soninha | | Posted On quarta-feira, 15 de julho de 2009 at 14:41

Assédio moral é a sujeição do subordinado a situações de humilhação e constrangimento, normalmente praticadas pelo superior hierárquico no trabalho.

Essa rendição do trabalhador (a) visa desestabilizar a relação da vítima com o ambiente de trabalho e a organização, forçando-o a desistir do emprego, ou ao servilismo completo aos desígnios do chefe/patrão.

Ontem, vi comprovado algo que eu intuía ter ocorrido comigo.

Desvendou-se diante de mim a prova de que ter opinião em determinados círculos torna-se um impedimento para o exercício profissional. De tal maneira que, ou se reprime o ajuizamento próprio das coisas ao juízo patronal, ou seja, abdica de pensar, renuncia opinar, desiste de acreditar nos seus conceitos e se acolhe, sem questionamento, a opinião senhoril ou se perde o emprego.

O assédio moral é a degradação deliberada das condições de trabalho. A vítima escolhida é isolada do grupo sem explicações, passando a ser hostilizada, ridicularizada, inferiorizada, culpabilizada e desacreditada diante dos pares.

Os colegas, por medo do desemprego e a vergonha de serem também humilhados associado ao estímulo constante à competitividade, rompem os laços afetivos com a vítima e, frequentemente, reproduzem e reatualizam ações e atos do agressor.

O temor das pessoas me desassossega! Enfrentem seus carnífices ou serão sempre subestimados!

Pense nisso!

Corte os pulsos, majestade!

Postado por Soninha | | Posted On segunda-feira, 13 de julho de 2009 at 17:07

Eu cresci achando Roberto Carlos brega, cafona, antiquado. E, posso afirmar que foi no último sábado que a minha “ficha caiu”. Foi no show de sábado que, finalmente, eu compreendi como ele se tornou majestade da música no Brasil. Então conversei com muitas pessoas amigas, gente de diversas idades, gerações, lugares, condição social, etc.

Incrivelmente, fiquei super chateada por não ver o Maracanã transbordando de gente naquele espetáculo de comemoração dos seus 50 anos de carreira. A chuva atrapalhou, mas não impediu a execução das músicas que embalaram épocas e que tocaram corações.

É bem verdade que o Roberto Carlos é um produto de superprodução cultural. Há quem condene RC por não ter se engajado em movimentos musicais de protestos. Outros o consideram brega. Há quem diga que as composições atribuídas a ele, são “acabadas” por especialistas.

Mas também há os que o consideram o melhor e maior compositor de todos os tempos e, entre esses há quem goste de suas composições, desde que interpretadas por outros cantores. Há quem diga que ele é rei porque conseguiu preservar uma boa imagem durante os 50 anos de sua carreira e porque ele agrada todo mundo, com uma retórica que salva dias e noites de muita gente.

Conversei com muitas pessoas para chegar a essa postagem. Diante do que elas me disseram e da minha própria opinião, eu digo: arremesse a primeira pedra quem, em alguma ocasião apaixonado (a), não teve, pelo menos, uma música do Rei como trilha sonora da sua idolatria por alguém.

Seja lá o que for Roberto é Czar.

Cortem os pulsos: de minha parte fico com “Costumes”.

Fora!

Postado por Soninha | | Posted On at 09:22

A imagem fala mais que as palavras... Fora!

Tristeza...

Postado por Soninha | | Posted On at 08:31

Na quinta-feira passada, postei aqui um vídeo da Rádio Esmeralda, um dos maiores espetáculos de comédia musical, com duas artistas gaúchas extraordinárias: Simone Rasslan e Adriana Marques... Só agora soube da triste notícia do falecimento, no sábado, de Adriana Marques.

A música, o teatro gaúcho e eu, sua fã, nos entristecemos!

Notícia de Zero Hora

A cantora e atriz Adriana Marques morreu às 16h de sábado, devido a complicações provocadas por uma hemorragia interna. Adriana, de 43 anos, foi enterrada neste domingo à tarde, no Cemitério Parque Jardim da Paz.

Ao lado de Simone Rasslan, Adriana encarava a locutora Cat Milleidy na peça Rádio Esmeralda, em cartaz há oito anos. O espetáculo, dirigido por Hique Gomez, é uma comédia musical que retrata um dia dentro da programação de uma rádio AM, com muita música e diversão.

Simone lembra que o último show da dupla foi na quinta-feira, em Gramado, quando a colega foi aplaudida em cena aberta pelos divertidos improvisos de sua personagem, Cat Milleidy. No espetáculo, a dupla recuperava clássicos populares, provocando a discussão sobre o que seria o "bom gosto".

— Adriana era formada em Ciências Sociais e dizia que o palco também era um lugar onde se discutia o social — comenta Simone.

No blog Hello Cat, assinada pela personagem Cat Milleidy, a última postagem de Adriana é do dia 29 de junho. No texto, ela se diz chocada com a morte da atriz americana Farrah Fawcett e que chorou muito com a morte de Michael Jackson.

Perfil

Cantora há 27 anos, iniciou na música aos dez anos de idade participando de grupos vocais e instrumentais. Entre 1985 e 1993, foi vocalista durante oito anos do grupo Tocaia. Adriana foi indicada por três vezes ao Troféu Açorianos de Melhor cantora (1995, 1998 e 2001), vencendo na edição de 1998.

Ao lado de Simone Rasslan, ela encarava a locutora Cat Milleidy na peça Rádio Esmeralda, em cartaz há oito anos. Adriana Marques é licenciada em Ciências Sociais pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Pós-Graduada, com especialização em projetos sociais e culturais também pelo UFRGS.